O PECADO

O PECADO

Pecar e fazer algo que desagrada a Deus. Toda pessoa nascida neste mundo é pecadora. Até mesmo o mais bonito e inocente bebê, inevitavelmente, pecará. Contudo, o que faz dessa criança uma criatura pecadora não é o primeiro ato pecaminoso praticado, e sim a natureza pecaminosa com a qual ela nasceu. E, Ao pecar, ela estará simplesmente expressando a tendência Rebelde dessa natureza.

"Eu nasci na iniquidade, e eu em Pecado me concebeu minha mãe" (Salmos 51.5).

 O ser humano é essencialmente pecador, visto que sua vida é centralizada no ego, em vez de centralizar-se em Deus. Tendo o ego Como o centro dos desejos sem intenções, a vontade humana inclina-se para agradar e satisfazer-lhe os desejos e caprichos. Dessa forma, agindo sob a influência e controle dessa natureza egoísta com a qual nascemos, inevitavelmente pegaremos contra Deus (Romanos 3.23).

 O pecado não só desagrada a Deus, mas também separa as pessoas da Glória que Ele queria que tivessem. Isso mostra a natureza destrutiva do Pecado. O pecado separa o homem de Deus. Todo o mundo está separado de Deus, desde o nascimento. Se este não fosse o caso, todos os homens conheceriam a Deus naturalmente. Obviamente, isto não acontece!

O Novo Testamento descreve o pecado como:

1 - Dívida: o homem deve a Deus a guarda de Seus mandamentos; todo pecado cometido é contração de uma dívida. Incapaz de pagá-la, a única Esperança do homem é ser perdoado, ou obter a remissão da dívida (Mateus 6.12).

2 - Desordem: o pecado e iniquidade, literalmente desordem literalmente(I João 3.4).

3 - Desobediência: Literalmente, ouvir mal com falta de atenção (Hebreus 4.2; Lucas 8.18).

4 - Transgressão: Literalmente, ir além do limite. Os mandamentos de Deus são cercas, que impedem o homem de entrar em Território Perigoso e, desta maneira, sofrer prejuízo para sua alma (Romanos 4.15).

5 - Queda: Falta, ou cair para um lado; do grego vem a expressão: cair no pecado. Pecar é cair num padrão de conduta (Efésios 4.17).

6 - Derrota: É o significado da palavra quebra em Romanos 11.12. Ao rejeitar a Cristo a nação Judaica sofreu uma derrota perdeu o propósito de Deus.

7 - Impiedade: Vem de uma palavra que significa sem adoração, ou reverência. O homem ímpio é o que dá pouca ou nenhuma importância a Deus e às coisas sagradas (Romanos 1.18; II Timóteo 2.16).

8- O Erro: Descreve aqueles pecados cometidos como fruto da ignorância, e, dessa maneira, diferenciam-se daqueles pecados cometidos presunçosamente, apesar da Luz esclarecedora. O homem que desafiadoramente decidi fazer o mal incorre em maior grau de culpa do que aquele que é banhado em falta, a que foi levado por sua fraqueza. (Hebreus 9.7).

 Algumas consequências do Pecado

·         Desagrada a Deus (Gênesis 6.5-7)

·         Traz culpa (Salmos 51.3-4)

·         Traz separação de Deus(Isaías 59.1-2)

·         Traz juízo e castigo perpétuo (Mateus 25.46)

·         Escraviza (Romanos 6.17)

·         Causa cegueira espiritual (II Coríntios 4.4)

·         Causa morte espiritual (Efésios 2.1)

·         Traz falta de esperança (Efésios 2.12)

·         Corrompe (Tito 1.15)

·         Condena (Tiago 5.12)

A ideia de Pecado traduz uma realidade na qual algo ou alguém esteve perdido, desviado do curso ou foi quebrado. O pecado nos aliena e nos separa de um Deus amoroso, causando problemas entre os homens e, finalmente, rompendo sua relação com Deus.

Deus nos Pede uma resposta

Todo o mundo é responsável pelo seu próprio pecado (Romanos 14.12). Todos nós pecamos (Romanos 3.23). Deus quer que abandonemos o nosso pecado e vivamos para Ele (Ezequiel 18.20-23). O homem escolheu pecar contra a vontade de Deus. Deus sabia as consequências daquela escolha, mas, mesmo assim, deu ao homem o direito de escolher. Hoje, nós ainda temos uma escolha: ou permanecemos em nosso pecado, e assim continuamos separados de Deus, ou aceitamos a Jesus como nosso Salvador e Senhor.

Deus não pode ter nenhuma relação com a pessoa que pecou, porque Ele é santo. Ele proveu um modo para o nosso pecado ser destruído e removido: Jesus. Jesus ofereceu sua própria vida como sacrifício para salvar-nos da culpa, das consequências e do Poder do Pecado. Se aceitarmos essa provisão, Então Deus pode vir e relacionar-se conosco novamente. Esta é a razão porque fomos criados por Ele. É por isso que nossos corações sentem-se vazios quando não temos nenhum relacionamento com o verdadeiro Deus.

Arrependimento: Como Lidar Com o Pecado

Arrepender-se de seus pecados este é o primeiro passo para alguém se tornar Cristão ou filho de Deus. Nos textos originais grego e hebraico encontramos as seguintes palavras traduzidas por arrependimento, em nossa língua: metanoia  que significa mudar de mente, ou mudar de curso depois de uma nova percepção da situação.

"Daí por diante, passou Jesus a pregar e dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus. Mateus 4.17"... Dizendo: "o tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho" (Marcos 1.15)

 A segunda palavra é shub o que significa "voltar atrás", ou seja, fazer uma meia volta em nossa experiência (I Reis 8.47; Ezequiel 14.6). Hoje, a palavra arrependimento é interpretada de maneira errônea, como se significasse simplesmente estar sentido pelo que fizemos, ou apenas lamentando algo. Como vimos, na Bíblia, essa palavra tem um significado muito mais profundo que este. De fato, arrepender-se é o primeiro requisito para alguém se tornar um discípulo de Jesus.

O que é o Verdadeiro Arrependimento?

É uma virada de 180 graus em nossos pensamentos e ações.

·         Quando mudamos nossos pensamentos

Há um reconhecimento que o que nós somos em nós mesmos é profundamente detestável diante de um Deus Santo.

·         Quando mudamos Nossas ações

 Nós nos voltamos para Deus e abandonamos toda desobediência, egoísmo, e rebelião. Nós nos afastamos do pecado e submetemos nossas vidas a Deus, fazendo de Jesus o Senhor de nossas vidas.

 O arrependimento é responsabilidade nossa. Todos nós somos pecadores e precisamos aceitar a Jesus como nosso Salvador e Senhor. Na cruz, Jesus fez a sua parte, pagando pelos nossos pecados e restaurando a nossa relação com Deus. Todavia, cada um de nós precisa fazer a sua parte, ou seja: arrepender-se dos pecados e receber a Jesus como Senhor e Salvador. Deus nada mais pode fazer; o restante é por nossa conta.

A ABRANGÊNCIA DO ARREPENDIMENTO

·         O arrependimento envolve o entendimento.

 O arrependimento envolve o reconhecimento do nosso pecado e de como ele é perverso aos olhos de um Deus Santo. Deus quer que encontremos nosso pecado e o comparemos a Sua santidade. Ele quer que vejamos a nossa real condição diante d'Ele. Somente quando nos conscientizarmos de nossos pecados é que podemos render as nossas vidas em Suas mãos. O Espírito Santo mostra-nos essas coisas, principalmente enquanto lemos a Palavra de Deus.

·         O arrependimento envolve emoção

Se reconhecermos verdadeiramente nosso estado diante de Deus, teremos uma reação emocional poderosa (Isaías 6.5). Isso envolverá uma sensação profunda de tristeza e pesar (Salmos 51.9); sentiremos o peso de tudo aquilo que está errado em nossas vidas. Esse sentimento só pode ser verdadeiramente removido quando recebemos o perdão de Deus (II Coríntios 7.9-10). A tristeza para o arrependimento conduz-nos a um estado onde podemos receber a Palavra de Deus e sermos salvos. "Agora, me alegro não porque fortes contristados, Mas porque  fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus, para que, de nossa parte, nenhum dano sofrêsseis. Porque a tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; Mas a tristeza do mundo produz morte" (II Coríntios 7.9-10).

·         O arrependimento envolve a vontade

 Arrependimento é uma mudança de mente, de coração e de propósito. De fato, O arrependimento muda a direção inteira da vida de uma pessoa. É conversão. É uma mudança de rumo, o começo de uma nova vida inteiramente vivida debaixo do Poder de Deus. A iniciativa para esse ato de arrependimento começa com Deus. A partir daí, Ele nos mostra a nossa necessidade e estado diante d'Ele. Todavia, cabe a nós responder a essa revelação (Romanos 2.4). A escolha é nossa!

 O PODER DO PERDÃO DE DEUS

 O arrependimento não vem sozinho o perdão é seu irmão gêmeo. Depois de descobrirmos nosso estado deplorável diante da santidade divina, precisamos experimentar a grandeza do amor de Deus e de Sua misericórdia. Ele nos deu seu único Filho, para que obtivéssemos Seu perdão. Foi um Alto Preço! No entanto, isso apenas revela o quanto Ele nos ama. "Se, porém, andarmos na luz, como Ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça"(I João 1.7-9).

 A única maneira de sermos livres de nossos pecados é pela confissão de nossos lábios. Deus nos perdoará se confessarmos a Jesus como nosso Senhor e Salvador; quando fazemos isso, Ele se esquece do nosso passado pecaminoso e apaga da memória nossos pecados. Por isso, já não há mais lugar para qualquer condenação ou culpa, porque Deus, em Cristo Jesus, já nos perdoou (Romanos 2.4).