CONHECENDO A DEUS

CONHECENDO A DEUS

Deus quer que O conheçamos. Que saibamos a sua vontade para nós, e que, por amor a Ele, estejamos preparados para cumprir o maravilhoso propósito que Ele tem para nossas vidas. Ele quer que sejamos parte do seu Reino e nos tornemos seus filhos. Para isso, primeiramente, nossos pecados devem ser perdoados. Em seguida, a natureza pecadora com que nós nascemos deve ser colocada na morte, através do novo nascimento (Jo. 3.3-13). Somente assim teremos uma nova natureza e poderemos conhecer a Deus e desfrutar da Sua comunhão.

Conhecer a Deus é muito importante para aqueles que desejam verdadeiramente se relacionar com Ele. Ele é Único, Eterno, Imutável e tremendamente amoroso. Este Deus não é feito por mãos humanas, é o Todo Poderoso, que vive e reina para todo o sempre. Além de tudo isso, Ele nos ama e nos escolheu para sermos Seus Filhos. Conhecer algumas de Suas qualidades é necessário para podermos entender Seu Amor e Sua vontade.

A NATUREZA DE DEUS

Deus é Espírito, infinito, eterno, imutável em seu ser; sabedoria, poder, santidade, bondade, e verdade. Deus revela Sua natureza através de Seus nomes. Cada nome de Deus encontrado na Bíblia mostra-nos uma qualidade de Seu ser.

Os nomes de Deus:

1 - Jeová: o Eterno (Gn 21.33; Sl 90.2)

2 - Jeová Rafá: O Senhor que cura (Ex 15.26)

3 - Jeová Nissi: O Senhor é a minha bandeira (Ex 17.15)

4 - Jeová Shalom: O Senhor é a paz (Jz 6.24)

5- Jeová Ra ah: O Senhor é o meu pastor (Sl 23.1)

6 - Jeová Tsidkenu: O Senhor é a nossa justiça (Jr 23.6)

7 - Jeová Jireh: O Senhor que provê  (Gn 22.14)

8 - Jeová Shammah : O Senhor está ali (Ez. 48.35)

9 - El: Deus (Gn. 16.13).

10 - El-Elyon: O Deus Altíssimo ( Gn 21.33)

11 - El-Shaddai: O Deus suficiente para as necessidades do seu povo  (Ex 6.3)

12 - El-Olam: O Eterno Deus ( Gn 21.33 )

13 - Adonai: O Senhor, Mestre ( Ex.23.17; Is 10.16,33).

OS ATRIBUTOS DE DEUS

Os atributos de Deus são aspectos de seu caráter. Para melhor compreensão, podemos dividi-los em três grupos: Atributos independentes; Atributos ativos; e Atributos Morais.

Atributos independentes - Revelam a natureza íntima de Deus, sem relação com a sua criação:

1 - Espiritualidade ( Jo 4. 24; I Co 2.10-13)

2 - Infinidade ( I Re 8.27; Ex 15.8; Ap 4.8 - 10; Hb 13.8)

Atributos Ativos - Demonstram o que Deus é em relação ao Universo:

1 - Onipotência ( Gn 17.1; Sl 91.1; Mt 26.64; Hb 1.3 )

2 - Onipresença ( Pv.15.3; At 17.28; Mt 18.19-20; Sl 139.7-10 )

3 - Onisciência - ( Sl 94.11; Pv 15.3; Hb 4.13; IJo 3.20 )

4 - Sabedoria ( Pv 3.19; Rm 11.33 )

5 - Soberania ( Dn 4.35; Rm 9: 19-20 )

Atributos Morais - São as características de Deus em relação aos homens:

1 - Santidade ( Is 6.3; Tg 1.3; Ap 4.8 )

2 - Justiça  (Gn 18.25; Sl 7:11; IJo 1.9)

3 - Fidelidade - (Dt 7.9; I Co 10.13;Hb 6.18)

4 - Misericórdia  (Ex 34.6; Dn 9.9; Lc 6.36; Lm. 3.22)

5 - Amor  (IJo 4.8; Jo 3.16; Ef 2.4)

6 - Bondade  (Sl 25.8; 100.5; Rm 2.4)

7 - Longanimidade  (Nm 14.18; I Pe 3.20)

8 - Zelo (Ex 20.5; Sl 78. 58; ICo 10.22)

A TRINDADE ETERNA

A Trindade é composta pelo Pai (Deus), o Filho (Jesus), e o Espírito Santo.

A palavra Trindade não aparece na Bíblia; é uma expressão teológica usada para descrever a Divindade.

"Elohim", em hebraico, traduzido por "Deus", é usado sempre que se refere ao poder criativo de Deus ou a sua Onipotência. "Elohim" é o "Deus criador". É uma palavra que está no plural e que se refere à Trindade Divina.

Note a expressão de Paulo: "Atendei por vós e por todos o rebanho sobre o qual o Espirito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a Igreja de Deus, o qual Ele (Jesus) comprou com seu próprio sangue" ( At 20.28).

Biblicamente podemos notar que há distinção entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo. O Pai ama e envia o Filho. O Filho veio do Pai e voltou para o Pai. O Pai e o Filho enviaram o Espírito. O Espírito intercede por nós junto ao Pai.

SOBRE A TRINDADE.

1. Cada uma das três pessoas é criadora embora se declare que há um só Criador. (Is 44.24; 45.18; Jo 1.1-3; 32-34).

2. Cada uma é chamada Jeová (Senhor) (Dt 6.4; Jr 23.6; Ez 8.1,3)

3. Cada uma é chamada Onipresente (Jr 23.24; Mt 26.20; Sl 139.7,8)

4. Cada uma é apresentada como Fonte de Vida (Dt 30.20; Cl 3.4; Jo 6.63).

A Trindade é uma comunhão eterna. Em Gn 1.28, a expressão "façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança" revela a operação conjunta da Trindade. Jesus menciona as três pessoas lado a lado na fórmula batismal (Mt 28.19). O Apóstolo Paulo também menciona a Trindade na bênção apostólica (II Co 13.13).