Escola de Discípulos - Gerando o Caráter de Cristo em nós"

Estudos Bíblicos 

Certeza de salvação

A Salvação do homem é um assunto realmente muito importante, tanto que, desde a nossa infância nos perguntamos: “todos vão morar no céu?”; ”para onde iremos após a morte?”, “existe mesmo vida eterna?”. Você já se perguntou a respeito de seu destino eterno? Tenho certeza que sim! Caso contrário, não estaria aqui.

Para ter certeza de salvação existem algumas verdades que precisamos saber:

1 – Deus ama e quer abençoar a todos nós (Sl 100; João 3: 16; João 10.10). Ele provou o Seu amor para conosco (Jo.15:13; Rm 5.8; Ef 5.2)

2 – Todos pecaram, desobedecendo a Deus. Não existe nenhuma pessoa justa que tenha obedecido 100% aos mandamentos de Deus, exceto Jesus (Rm 3.10-12;23)

3 – O resultado do pecado é sério, a morte (Rm 6.23; Ap. 20:11-15; 21:8; I Co 6.9,10; Hb 9.27).

Existem três tipos de morte:

Morte Física: Quando uma pessoa falece, ela morre fisicamente.

Morte espiritual: É quando a pessoa está morta por estar afastada de Deus, o autor da vida. Esse afastamento pode acontecer porque a pessoa ainda não teve com Jesus ou, porque a pessoa desviou-se dos caminhos de Deus por causa do pecado.

Morte Eterna: Acontece quando a pessoa morre fisicamente, sem ter entregado sua vida a Jesus, e estará separada de Deus por toda a eternidade.

4 – Deus quer perdoar e salvar a todos (Jo 3.16, At 2.21; II Pe 3.9).

5 – Ninguém pode ser salvo fazendo boas obras: A salvação é um presente de Deus completamente gratuito, recebido pela fé, e não através de nossos esforços (Ef 2.8,9; Rm 6.23; Tt 3.4-7; Gl 2.16).

6 – Só Jesus pode nos salvar (At 4:10-12). Ninguém pode chegar ao Pai se não por Jesus (Jo 14.6; I Jo 5:10-12).

7 – O Sangue de Jesus nos purifica de todo pecado (I Jo 1.7) Jesus derramou o Seu Sangue, para remissão (perdão) dos nossos pecados (Mt 26.28; Rm 5.9). Deus perdoa completamente os seus pecados, e você nunca mais será condenado por eles (Hb 8.12; 10:17).

8 – Precisamos nos arrepender dos nossos pecados para sermos perdoados (Mt. 4.17). Jesus veio ao mundo para chamar pecadores ao arrependimento (Lc 5.32; 15.7).

O arrependimento envolve vários passos:

1º - Reconhecer seu pecado.

2º - Sentir tristeza pelo seu pecado. Mas uma tristeza segundo Deus, produzida pela convicção do Espírito Santo (II Co 7: 9-10).

3º - Virar as costas para o pecado e decidir de todo o coração abandoná-lo.

9 – Precisamos crer em Jesus para sermos salvos (At 16: 30,31). Não é suficiente, somente acreditar que Deus existe; até os demônios creem em Deus e tremem (Tg 2.19). O “crer” bíblico significa uma entrega completa da sua vida ao Senhor, ou seja, Dono da sua vida.

10 – Precisamos confessar com nossa boca que Jesus Cristo é o Senhor (Rm 10. 9,10; I Jo 4:15). Quem tem coragem de confessar o Filho de Deus perante os homens, Ele confessará diante do Pai (Mt. 10: 32-33).

11 – Você pode e deve ter certeza da sua salvação (Jo 3.36; 6. 37;  I Jo 5.13). Se você pecar, uma vez salvo, você não perde a sua salvação. Jesus é o seu advogado porque já pagou o preço dos seus pecados (I Jo 2. 1,2; Rm 8.31-34). Quando nós pecamos, mesmo que não percamos a salvação, prejudicamos a nossa intimidade e comunhão com Deus (I Jo 1.5,6); mas podemos restaurar a nossa comunhão com Deus nos arrependendo e confessando os nossos pecados (I Jo 1.9).

Garantia de nossa Salvação: Temos de confiar em fatos e nunca em sentimentos.

• O que a Palavra de Deus nos diz (Jo 5.24; 6.37; 10.28,29; Hb 13.5; Rm 8.38-39; Tt 1.2).

• O testemunho do espírito santo em nós (Rm 8.14-16; I Jo 3.24).

Não aceite acusações do maligno quando ele diz que você não tem salvação; não duvide das promessas de Deus. A palavra de Deus garante que você já tem a vida eterna (Ap. 12.10,11; Jo 3.16).

A NOVA ALIANÇA

A Bíblia é dividida em duas partes: O Antigo Testamento e o Novo Testamento. O Antigo Testamento foi escrito antes de Jesus vir ao mundo,  e fala sobre a primeira Aliança que Deus fez com Seu povo. O Novo Testamento foi escrito depois que Jesus veio ao mundo, e apresenta a Nova Aliança entre Deus e nós. Mesmo a Primeira Aliança incluindo muitas leis e mandamentos, a salvação do povo do Antigo Testamento era da mesma maneira que somos salvos hoje: pela fé em Jesus. Eles olhavam para frente, esperando o dia em que o Salvador chegasse. Nós olhamos para trás, crendo que Jesus é o Salvador que já pagou o preço dos nossos pecados na cruz.

No seu uso comum, aliança significa um contrato celebrado entre duas pessoas.  É um acordo, pacto, compromisso feito segundo os termos da aliança. Você que aceitou Jesus Cristo como Seu Senhor e Salvador têm entrado numa aliança assim com Ele. Deus é fiel, e nunca quebra os termos das Suas alianças (Hb 6:17-18). Por isso a Nova Aliança é chamada uma Aliança Eterna.